Declaração de privacidade

A DLL recolhe e trata dados pessoais relativos a pessoas singulares, incluindo, mas não se limitando aos nossos clientes e fornecedores. A privacidade e a proteção dos dados pessoais é importante para a DLL. A presente Declaração de Privacidade descreve, de forma transparente, como recolhemos e utilizamos dados pessoais e cumprimos as nossas obrigações de proteção de dados.

Para questões relacionadas com a presente Declaração ou o tratamento de dados pessoais em geral, contacte-nos através de privacyofficeportugal@dllgroup.com

 

A presente Declaração de Privacidade foi atualizada em [01/06/2021]

 

  • A presente Declaração de Privacidade é aplicável ao tratamento de dados pessoais de:

    Clientes e Fornecedores da DLL; e/ou Pessoas singulares que visitam os escritórios da DLL ou utilizam os nossos serviços em dllgroup.com ou outros websites aplicáveis.

    Quando nos referimos a "Clientes" na presente Declaração, queremos dizer: qualquer pessoa que, em qualquer altura, tenha aceitado, ou solicitado, uma solução (financeira ou de Parceria) oferecida pela DLL, quer como utilizador final/cliente, quer como Parceiro. Os nossos "Parceiros" são os fabricantes de equipamento e os seus parceiros de distribuição (desde distribuidores autorizados e concessionários independentes a revendedores).

    Quando nos referimos a "Fornecedores", queremos dizer: qualquer pessoa que, em qualquer altura, tenha aceitado, ou se tenha oferecido para, fornecer qualquer produto ou serviço à DLL.

    Dentro dos diferentes grupos acima identificados, podemos aplicar diferentes formas de tratamento. Se essa diferenciação for aplicável e considerada relevante por nós, assinalá-la-emos na presente Declaração de Privacidade.

    Para que não subsistam dúvidas, a presente Declaração de Privacidade não se aplica aos nossos (antigos) empregados e candidatos a emprego. Existem Declarações de Privacidade separadas para estas pessoas singulares.

  • Como Cliente ou Fornecedor, se nos transferir quaisquer dados pessoais relativos aos seus empregados, representantes ou proprietários beneficiários finais (PBF), também esperamos que os seus empregados, representantes ou PBF sejam informados dessa transferência. Pode apresentar-lhes esta Declaração de Privacidade para que possam saber como, e porque, tratamos os seus dados pessoais.

  • A DLL é um parceiro financeiro para equipamentos e ativos tecnológicos. Fornecemos soluções sustentáveis e eficazes para colocar ativos no mercado, ao longo de todo o ciclo de vida do ativo: financiamento comercial, financiamento de retalho e financiamento de equipamento usado. Trabalhamos em estreita colaboração com os nossos Parceiros para fornecer soluções de financiamento aos utilizadores finais de equipamento e ativos tecnológicos.

    A De Lage Landen International B.V. - Sucursal em Portugal ("DLL", "nós" ou "nos") trata os seus dados pessoais em conformidade com as leis de privacidade e proteção de dados aplicáveis e como previsto na presente Declaração de Privacidade (também designada por "Declaração"). Com a presente Declaração, pretendemos informá-lo de forma transparente das atividades comuns mais importantes e fundamentos jurídicos segundo os quais tratamos os seus dados pessoais.

    Dados de contacto:
    A De Lage Landen International B.V. - Sucursal em Portugal é constituída ao abrigo das leis de Portugal
    Morada: Quinta da Fonte, Rua dos Malhões, Edifício D. Manuel I
    Endereço postal: 2770-071
    Telefone: 21 4401800
    Número de registo comercial: 980388341
    Autoridade de Supervisão:  Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) 

    Somos uma subsidiária integralmente detida pela De Lage Landen International B.V., que é uma subsidiária integralmente detida pelo Coöperatieve Rabobank U.A. ("Rabobank" e, em conjunto com as suas subsidiárias, o "Grupo Rabobank" ou "Grupo"). Os dados podem ser partilhados dentro do Grupo Rabobank na medida em que tal seja permitido por lei. Ao partilhar dados dentro do Grupo Rabobank, cumprimos as normas que acordámos dentro do Grupo Rabobank, o Código de Privacidade do Rabobank, que funciona como as Regras Corporativas Vinculativas do Grupo.

    Quaisquer dúvidas sobre esta Declaração ou o tratamento de dados pessoais em geral podem ser dirigidas ao nosso responsável local pela conformidade, através do endereço privacyofficeportugal@dllgroup.com.

    Foi designado um Encarregado da Proteção de Dados do Grupo DLL ("EPD do Grupo DLL") para a De Lage Landen International B.V. e suas subsidiárias. O EPD do Grupo DLL pode ser contactado por e-mail através de privacyoffice@dllgroup.com.

  • Por "dados pessoais" entende-se qualquer informação direta ou indiretamente relacionada com uma pessoa singular ou qualquer informação que possa ser utilizada para identificar uma pessoa singular.

    Os dados pessoais são "tratados" quando é realizada qualquer atividade ou conjunto de atividades sobre os dados pessoais. Tal inclui a recolha, o armazenamento, o acesso, a utilização, a transferência, a divulgação e a eliminação de dados pessoais.

    Tratamos os seguintes dados pessoais:

    • Dados de contacto e de identificação. Nome, endereço, número de telefone, endereço de e-mail (comercial), cópia do documento de identificação, número de identificação nacional;
    • Dados do contrato/acordo . Informações sobre a sua situação financeira, informações relacionadas com os nossos produtos ou serviços, informações relacionadas com a obtenção de serviços financeiros, informações sobre contas bancárias, o seu perfil de risco;
    • Dados de que necessitamos para garantir a sua segurança, para prevenir e investigar situações de fraude e para prevenir o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo . Os dados pessoais que são tratados nos registos de referência externos e internos do Rabobank e em listas de sanções nacionais e internacionais;
    • Chamadas gravadas (gravações de chats de vídeo e sessões de chat online), videovigilância, documentação de e-mails . Conversas que temos consigo e que tem connosco, por telefone ou em sessões de chat online. E-mails que nos envia e que recebemos de si. Imagens fotográficas que registamos nos nossos escritórios;
    • Dados relacionados com a utilização do nosso website, portais ou aplicações (móveis) . Os cookies podem recolher o seu endereço IP, dados sobre as aplicações e dispositivos que utiliza para visitar o nosso website e a utilização dos nossos portais ou aplicações móveis no contexto da utilização dos nossos serviços.

    Só utilizamos o seu número de identificação nacional se tal for legalmente permitido, por exemplo, para identificar o proprietário beneficiário final (PBF) de uma organização, em conformidade com as nossas obrigações legais.

  • As categorias especiais de dados pessoais são consideradas mais sensíveis. Podem tratar-se de informação confidencial relativa, por exemplo, ao estado de saúde de uma pessoa, ao registo criminal ou dados relacionados com a origem étnica ou racial.

    Só tratamos categorias especiais de dados pessoais quando tal for necessário para os fins aplicáveis. Consulte abaixo as categorias especiais de dados pessoais e a finalidade relacionada com as mesmas.

    Categorias especiais de dados pessoais Finalidade
    Dados pessoais relativos a condenações penais /td> Podemos tratar dados relacionados com o seu registo criminal ou condenações penais no contexto do combate ao branqueamento de capitais, prevenção de fraudes e relatórios regulamentares de fontes abertas (por exemplo, pesquisas nos meios de comunicação social).
    Dados biométricos Se tiver registado a sua impressão digital em qualquer aplicação eletrónica operada por nós ("Aplicação") para aceder rapidamente à Aplicação, tratamos os seus dados biométricos.
    Raça ou origem étnica No contexto da prevenção do terrorismo e devido a obrigações fiscais, estamos obrigados a registar informações sobre o seu país de nascimento. Também podemos ter/tirar/armazenar a sua fotografia ou filmá-lo no nosso sistema CCTV (circuito fechado de televisão).
    Contudo, não registamos a sua raça ou origem étnica como categoria e não utilizamos a raça ou origem étnica para tomar decisões.
     

  • Recolhemos os seus dados pessoais das seguintes formas:

    • se se candidatar a uma solução financeira ou de Parceria, quer como utilizador final/cliente, quer como Parceiro;
    • se nos oferecer um produto ou serviço;
    • quando visita o nosso website do "Grupo DLL" (para mais detalhes, consulte a declaração de cookies
    • ao recebê-los de terceiros (por exemplo, dados pessoais que recebemos dos nossos Parceiros, da Câmara de Comércio e do Gabinete de Registo de Crédito e dados pessoais que recebemos de empresas às quais deu o seu consentimento para partilharem os seus dados connosco);
    • se introduzir os seus dados pessoais no nosso website com um pedido para ser contactado;
    • por e-mail ou telefone (se nos contactar);
    • quando visita um escritório da DLL através do nosso registo de visitantes e se, estiver em funcionamento, através do sistema de Circuito Fechado de Televisão (CCTV);
    • de afiliadas do Grupo Rabobank (consulte a secção 10).
  • Por lei, todas as atividades de tratamento de dados pessoais devem ter um fundamento jurídico. Trata-se de uma razão justificável para tratar os seus dados pessoais.

    Antes do tratamento de dados pessoais, definiremos a(s) finalidade(s) do tratamento e não trataremos dados pessoais de uma forma que não seja compatível com essas finalidades.

    Tratamos os seus dados pessoais para as seguintes finalidades:

    Para estabelecer uma relação de Cliente ou Fornecedor e celebrar um contrato consigo.
    Finalidades
    Antes de estabelecermos uma relação de Cliente ou Fornecedor consigo, precisamos de tratar os seus dados pessoais. Por exemplo, precisamos de verificar o seguinte para avaliar se podemos aceitá-lo como Cliente ou Fornecedor:

    • Verificação da integridade:Ao estabelecer uma relação de Cliente consigo, enquanto instituição financeira, consultamos os registos de referência externos e internos disponíveis do Rabobank, registos de ocorrências, sistemas de alerta e listas de sanções nacionais e internacionais.
    • Verificação da identidade: Ao estabelecer uma relação de Cliente consigo, enquanto instituição financeira, confirmamos a sua identidade. Podemos fazê-lo obtendo uma cópia do seu documento de identidade, que só utilizaremos para fins de identificação e verificação. 
    • Conheça o seu Cliente: Acreditamos que é importante e necessário termos um bom conhecimento dos nossos Clientes.

    Para verificar a sua integridade e identidade, podemos também recorrer a verificações efetuadas por outras instituições financeiras.

    • Verificação de crédito: Avaliamos se podemos oferecer-lhe os nossos serviços antes de estabelecermos uma relação de Cliente.

    Como parte da avaliação, avaliamos as suas credenciais numa perspetiva de risco e validamos se é capaz de cumprir as obrigações de pagamento nos termos do contrato. Este método é designado por classificação de crédito, que se baseia na tomada de decisões automatizadas. São descritos mais detalhes, incluindo a lógica e o fundamento jurídico para a classificação de crédito, na Secção 8.

    Fundamento jurídico
    Depois de celebrarmos um contrato consigo, tratamos os dados pessoais por forma a cumprimos o contrato, tal como definido abaixo:

    Para cumprir o seu contrato.
    Finalidades
    Depois de celebrarmos um contrato consigo, tratamos os dados pessoais por forma a cumprimos o contrato, tal como definido abaixo:

    • Gestão de contas e gestão de contratos: tratamos os seus dados pessoais com a finalidade de estabelecer e manter a nossa relação comercial consigo. Podemos também contactá-lo para procurar soluções caso surjam atrasos ou para o informar sobre o prazo restante ou obrigações pendentes.
    • Serviços : para prestar determinados serviços que fazem parte do contrato com terceiros, por exemplo, sempre que realizamos serviços de "faturação e cobrança" para os nossos Parceiros.
    • Utilização de aplicações (móveis) : permitimos-lhe que utilize os nossos serviços online. Se utilizar as nossas aplicações (móveis) e/ou portais, recolhemos os seus dados pessoais para fins de gestão de identidade e acessos.
    • Tratamento de reclamações : podemos tratar os seus dados pessoais para nos permitir tratar qualquer reclamação ou queixa que possa ter.

    Fundamento jurídico
    Tratamos os seus dados pessoais para estas finalidades, porque tal é necessário para a execução do contrato consigo.

    Para cumprir obrigações legais.
    Finalidades

    • Cumprir leis e regulamentos e fornecer dados a governos, autoridades e reguladores: somos obrigados, com base em leis e regulamentos (internacionais), a recolher, analisar e, por vezes, transferir os seus dados pessoais para governos ou autoridades (de supervisão) relevantes. Consulte também a secção 10.

      Temos de cumprir as leis e regulamentos para podermos oferecer-lhe serviços financeiros.

      Além disso, temos de cumprir leis e regulamentos para prevenir a fraude e a criminalidade, tais como a lei de prevenção do branqueamento de capitais e do financiamento do terrorismo, que prevê que devemos determinar o proprietário beneficiário final ("PBF") da empresa com quem celebramos um contrato.

      Quando as autoridades tributárias, os tribunais ou outras autoridades governamentais devidamente autorizadas solicitam os seus dados pessoais, estamos legalmente obrigados a cooperar com a investigação e, para esse fim, divulgar os seus dados pessoais.
    • Modelos de risco: com base na regulamentação europeia, estamos legalmente obrigados a elaborar modelos de risco, que podem incluir os seus dados pessoais. Isto permite-nos determinar os nossos riscos, bem como a extensão da reserva financeira de que devemos dispor, quando lhe prestamos serviços financeiros. Estes modelos de risco calculam a probabilidade do Cliente entrar em incumprimento. Permitem-nos evitar possíveis dificuldades de pagamento e/ou lidar com estas mais rapidamente.

    Fundamento jurídico
    Tratamos os seus dados porque temos a obrigação legal de o fazer ou porque, de outra forma, não nos seria permitido por lei celebrar um contrato consigo, para que possamos cumprir uma obrigação legal ou outra obrigação estatutária. Caso uma lei ou regulamento não estabeleça especificamente que precisamos de tratar dados pessoais para cumprir uma obrigação legal, mas necessitarmos de tal processamento para cumprir essa obrigação legal, temos um interesse legítimo em proceder a esse tratamento.

    Para garantir a sua segurança e integridade, bem como a nossa e a do setor financeiro.
    Finalidades
    Enquanto instituição financeira, tratamos os seus dados pessoais de forma segura e prevenimos a fraude, o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo.

    • Registos de ocorrências e sistemas de alerta : Se pretender tornar-se nosso Cliente ou se já for nosso Cliente, consultaremos os registos internos (do Grupo) de ocorrências e sistemas de alerta. Além disso, as autoridades públicas fornecem-nos nomes de pessoas singulares, com as quais as instituições financeiras não devem fazer negócios ou a quem o setor financeiro deve prestar especial atenção. Temos de introduzir estes nomes nos nossos sistemas de alerta. Se consultarmos registos de ocorrências e/ou sistemas de alerta, podemos introduzir os seus dados pessoais nestes registos/sistemas. Nesse caso, notificá-lo-emos, a não ser que tal não nos seja permitido, por exemplo, por indicação da polícia no interesse da sua investigação.
    • Verificação contínua da integridade e Conheça o seu Cliente : se for nosso Cliente, enquanto instituição financeira, consultamos continuamente registos de referência externos e internos do Rabobank, registos de ocorrências, sistemas de alerta e listas de sanções nacionais e internacionais. Também realizamos o procedimento Conheça o seu Cliente continuamente.
    • Fontes publicamente disponíveis : consultamos fontes publicamente disponíveis, como registos públicos, jornais e a Internet, num esforço para combater a fraude e o branqueamento de capitais e impedir o financiamento do terrorismo.
    • Segurança dos nossos escritórios : tratamos os seus dados pessoais para garantir e gerir o acesso físico às nossas instalações. Por exemplo, introduziremos as suas informações pessoais nos nossos sistemas de registo de visitantes quando visitar as nossas instalações. Além disso, por razões de segurança, poderemos também recolher dados pessoais através de videovigilância.

    Fundamento jurídico
    Tratamos os seus dados porque tal é necessário para o cumprimento de uma obrigação legal. Se não tivermos uma obrigação legal direta de tratar os seus dados, tratamos os dados com base na realização de um contacto ou no interesse legítimo da DLL, do setor financeiro ou dos nossos Clientes e empregados. Este interesse legítimo é a proteção da integridade e segurança de cada uma das entidades acima referidas.

    Para ajudar a desenvolver e melhorar produtos e serviços.
    Finalidades
    Desenvolvemos e melhoramos produtos e serviços numa base contínua. Nós, os nossos Clientes ou outras entidades, beneficiamos dessas atividades.

    • Melhorar o nosso website: podemos tratar os seus dados pessoais ao analisar a sua visita ao nosso website com o objetivo de melhorar o website, portais ou aplicações (móveis). Para tal, utilizamos cookies funcionais e tecnologias semelhantes. Sempre que necessário, obteremos o seu consentimento (por exemplo, para cookies de marketing e análise). Consulte a nossa Declaração de Cookiespara obter mais informações.
    • Melhorar a qualidade dos nossos serviços: fazemos e podemos armazenar gravações de conversas telefónicas, mensagens de e-mail e sessões de chat (vídeo) online. Fazemo-lo para melhorar a qualidade dos nossos serviços, por exemplo, avaliando, orientando e formando os nossos empregados.
    • Pesquisa para melhorar os nossos produtos e serviços: podemos realizar pesquisas para melhorar os nossos produtos e serviços, pedindo-lhe, por exemplo, que reaja voluntariamente ou que avalie um produto ou serviço. Tais pesquisas são geridas internamente ou contratamos um terceiro que apenas tratará os seus dados pessoais segundo as nossas instruções e apenas para esta finalidade.
    • Criação de perfis de Clientes e perfis de interesses: a analise de dados pessoais permite-nos ver a forma como utiliza os nossos produtos e serviços e categorizá-lo em grupos de Clientes. Isto permite-nos criar perfis de Clientes e perfis de interesses. Ao efetuar estas análises, também utilizamos informações obtidas a partir de terceiros e de fontes publicamente disponíveis.

    Fundamento jurídico
    Tratamos os seus dados porque temos um interesse legítimo em obter informações para melhorar os produtos e serviços que oferecemos, o que nos permite tornarmo-nos num fornecedor preferencial e mais qualificado para si e para outros Clientes. Sempre que necessário, podemos também pedir-lhe o seu consentimento para tratar os seus dados pessoais com a finalidade de desenvolver e melhorar os nossos produtos e serviços. Se não der o seu consentimento, tal não afetará os serviços que lhe prestamos. Pode retirar o seu consentimento a qualquer momento.

    Para finalidades promocionais e de marketing.
    Finalidades
    Tratamos os seus dados pessoais para fins promocionais e de marketing. Ao fazê-lo, podemos utilizar os dados pessoais que obtivemos de si e de outras entidades (tais como Parceiros). Otimizamos a nossa relação comercial consigo informando-o de produtos e serviços semelhantes, dentro dos limites adequados para si. Isto permite-lhe utilizar as nossas soluções em todo o seu potencial. Podemos também solicitar o seu consentimento para tratar os seus dados para fins promocionais e de marketing.

    Podemos utilizar os serviços de anunciantes para publicidade a grupos-alvo específicos, o que é feito com base em perfis estabelecidos. Nunca partilhamos os seus dados pessoais com tais anunciantes.

    Fundamento jurídico
    Tratamos os seus dados porque temos um interesse legítimo em otimizar a nossa relação comercial e informá-lo sobre as possibilidades de expandir essa relação comercial. Sempre que necessário, podemos também pedir-lhe o seu consentimento para tratar os seus dados para fins promocionais e de marketing. Se não der o seu consentimento, tal não afetará os serviços que lhe prestamos. Pode retirar o seu consentimento a qualquer momento.

    Para realizar processos comerciais, relatórios de gestão e gestão interna.
    Finalidades
    Tratamos os seus dados pessoais para realizar processos comerciais, relatórios de gestão e gestão interna:

    • Risco de crédito: Os produtos financeiros envolvem um risco de crédito. Temos de determinar o nível desse risco para podermos calcular a reserva financeira que temos de manter. A este respeito, tratamos dados pessoais relativos às suas obrigações financeiras perante nós. 
    • Transferência de valores a receber/titularização: No caso de transferirmos o nosso contrato consigo para outra instituição financeira, de o nosso contrato ser adquirido ou se ocorrer uma fusão ou cisão, os seus dados pessoais poderão ser tratados por um terceiro que adquira o seu contrato connosco. No entanto, será condição prévia de qualquer transferência que esse terceiro concorde em cumprir as leis e regulamentos aplicáveis em matéria de privacidade e proteção de dados.
    • Auditorias internas e estudos: Sempre que necessário, podemos utilizar os seus dados pessoais para realizar auditorias internas e investigações, nomeadamente para examinar a forma como as novas regras foram introduzidas ou para identificar riscos.
    • Realizar os nossos processos de negócio: utilizamos os seus dados pessoais para realizar, analisar e melhorar os nossos processos comerciais, para o podermos ajudar de forma mais eficaz. Sempre que possível, procederemos primeiro à anonimização ou pseudonimização dos seus dados pessoais.

    Fundamento jurídico
    Temos um interesse legítimo em categorizar e estabelecer riscos inerentes ao nosso negócio e, em conformidade, tomamos medidas para minimizar ou transferir esses riscos (ou parte deles) e melhorar os nossos processos comerciais em nosso e seu benefício.

    Para fins estatísticos, de arquivo ou de investigação científica ou histórica.
    Finalidades
    Poderemos tratar os seus dados pessoais se tal for necessário para fins estatísticos, de arquivo com interesse público ou de investigação científica ou histórica. Sempre que possível, procederemos primeiro à anonimização ou pseudonimização dos seus dados pessoais.

    Fundamento jurídico
    Ao tratar dados pessoais para fins estatísticos, de arquivo ou de investigação científica ou histórica, tratamos os dados com base no interesse legítimo da DLL, do setor financeiro ou dos nossos clientes e empregados.

    Quando indicamos que temos um interesse legítimo no tratamento nesta secção, temos em consideração que o nosso interesse legítimo não se sobrepõe aos seus direitos e liberdades fundamentais.

  • Só tomaremos uma decisão baseada unicamente no tratamento automatizado, incluindo a criação de perfis, que produza efeitos legais em relação a si ou que o afete significativamente no caso de ser permitido por lei e se o tivermos notificado.

    A nossa classificação de crédito é baseada na tomada de decisões automatizadas.

    Lógica da classificação de crédito
    É necessária uma pontuação mínima predefinida para que seja aceite como Cliente. Quanto maior for a pontuação, menor é o risco que representa para os credores. Além disso, pode ser desqualificado ao surgir em listas de vigilância publicadas pelo setor financeiro ou pelo Grupo Rabobank.

    A classificação de crédito é calculada com base em várias componentes:
    Segue-se uma lista das componentes mais importantes que influenciam a sua classificação de crédito:

    1. A sua situação financeira: com base nos dados pessoais fornecidos por si no processo de classificação de crédito, consultamos agências de notação de crédito externas para obter informações financeiras relevantes (notação de crédito, demonstrações financeiras, volume de negócios/solvência, histórico de pagamentos). Se já tem ou teve uma relação connosco no passado, combinamos as informações financeiras (externas) acima referidas com o histórico de pagamentos internos relacionados consigo;
    2. As condições e características aplicáveis do Programa de Parceiros DLL no âmbito do qual se candidata a uma solução financeira;
    3. Códigos de atividade do(s) ramo(s) em que opera e o tipo de ativo(s) que pretende financiar connosco.

    Importância e consequências previstas da classificação de crédito
    No caso de a pontuação mínima não ser atingida, a classificação de crédito automatizada resulta numa recusa. Nesse caso, a DLL abster-se-á de celebrar um contrato consigo, uma vez que consideramos os riscos envolvidos para a DLL demasiado elevados.

    Direitos específicos que tem relativamente à tomada de decisões automatizadas
    A sua classificação de crédito é calculada com base na tomada de decisões automatizadas. No entanto, será sempre equilibrada com o seu direito de solicitar uma revisão manual da decisão.

    Tem o direito de não ser sujeito a uma decisão baseada unicamente em classificação de crédito automatizada. Com base na notificação de que lhe será aplicada classificação de crédito automatizada, pode opor-se a essa classificação de crédito automatizada. Nesse caso, uma intervenção humana manual fará parte da classificação de crédito automatizada que aplicamos.

    Quando a classificação de crédito automatizada estiver finalizada e se pretender expressar o seu ponto de vista e contestar a decisão (automatizada), tem também o direito de solicitar intervenção humana. Nesse caso, uma pessoa irá rever e reavaliar a decisão gerada automaticamente.

    Fundamento jurídico da classificação de crédito Existem diferentes fundamentos jurídicos aplicáveis a diferentes verificações de crédito, que variam caso a caso e são descritos abaixo:

    1. A decisão é tomada pela DLL para efeitos de (a) celebrar ou executar um contrato ou (b) gerir o contrato, desde que o pedido subjacente que levou a uma decisão da DLL tenha sido feito por si; ou
    2. Em determinados casos em que o fundamento jurídico mencionado na alínea a) não se aplica a nós, podemos basear o nosso tratamento dos seus dados pessoais numa obrigação legal de o fazer. Tal fundamento dependerá da existência de legislação aplicável que nos exija que avaliemos a sua capacidade de cumprir as suas obrigações de pagamento ao abrigo do contrato connosco antes de celebrarmos tal contrato.
    3. Nós, ou os nossos Parceiros, pediremos o seu consentimento antes de nós, ou os nossos Parceiros, realizarmos uma verificação de crédito ou uma classificação de crédito.
  • Apenas o pessoal que necessite de acesso para os fins indicados nas secções 5, 7 e 8 tratará os seus dados pessoais. Todo o nosso pessoal está vinculado a um dever de confidencialidade.

    A DLL tratará os seus dados pessoais para os fins para os quais estes foram originalmente recolhidos. Os dados pessoais também podem ser tratados para uma finalidade comercial legítima diferente da finalidade original (finalidade secundária), mas apenas se a finalidade secundária corresponder à finalidade original.

    Estamos empenhados em manter os seus dados pessoais seguros. Para impedir o acesso não autorizado ou a divulgação dos mesmos, tomámos medidas técnicas e organizacionais para salvaguardar e proteger os seus dados pessoais. Estas medidas de segurança destinam-se a evitar que os seus dados pessoais sejam utilizados de forma ilegítima ou fraudulenta. Em particular, utilizamos medidas de segurança para assegurar a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos seus dados, bem como a resiliência dos sistemas e serviços que os tratam e a capacidade de restaurar os dados em caso de violação dos mesmos. Sempre que possível, visamos proteger os seus dados pessoais utilizando medidas de pseudonimização ou encriptação. Além disso, testamos, verificamos e avaliamos regularmente a eficácia das nossas medidas técnicas e organizacionais, para assegurar uma melhoria contínua na segurança do tratamento dos dados pessoais.

  • a. Dentro do Grupo
    Somos uma subsidiária integralmente detida pela De Lage Landen International B.V., que é uma subsidiária integralmente detida pelo Coöperatieve Rabobank U.A. ("Rabobank" e, em conjunto com as suas subsidiárias, o "Grupo").

    Os seus dados pessoais podem ser partilhados dentro do Grupo para fins legítimos, se essas entidades cumprirem as regras do Rabobank descritas no Código de Privacidade do Rabobank. Por exemplo, isso pode acontecer porque a sua candidatura a um produto financeiro necessita do envolvimento do Rabobank quando excede determinados limites.

    Este Código de Privacidade do Rabobank descreve os requisitos que todas as entidades do Grupo a nível mundial devem cumprir, garante um nível adequado de proteção dos dados pessoais e funciona como Regras Corporativas Vinculativas do Grupo.

    b. Fora do Grupo
    Os seus dados pessoais também podem ser transferidos para terceiros fora do Grupo se formos legalmente obrigados a tal, porque que necessitamos de o identificar antes de celebrarmos um contrato ou porque recorremos a um terceiro para cumprir as obrigações acordadas consigo. Podemos igualmente transmitir os seus dados pessoais às autoridades tributárias e de supervisão ou às autoridades (nacionais) de proteção de dados.

    Se não efetuar o pagamento atempadamente, podemos transferir os seus dados pessoais para terceiros de que necessitemos no contexto dos nossos serviços (por exemplo, oficiais de justiça e advogados).

    Podemos transmitir os seus dados pessoais a Parceiros para trabalharmos em conjunto em oportunidades do Cliente e/ou estratégias de recomercialização. Por exemplo, podemos partilhar com os nossos Parceiros a data de início e fim do contrato ou desenvolvimentos relevantes que ocorram durante a vigência do contrato.

    Podemos transferir o nosso contrato consigo para outra instituição financeira. Assim que os contratos forem transferidos, a outra parte tratará igualmente os seus dados pessoais. Acordamos com a outra parte que esta deverá cumprir as leis e regulamentos de privacidade e proteção de dados.

    Podemos partilhar dados pessoais com terceiros (como agências de marketing ou fornecedores) que tratam dados pessoais em nosso nome para fins comerciais/de marketing.

    Por vezes, contratamos Parceiros e terceiros para o tratamento de dados pessoais segundo as nossas instruções, sempre que tal seja necessário no âmbito da finalidade para a qual recolhemos os seus dados pessoais. Por exemplo, quando um Parceiro nos apoia na prestação dos nossos serviços ao cliente ou uma empresa armazena dados para nós.

    Também podemos divulgar os seus dados pessoais a qualquer parte relevante, requerente, queixoso, agência de força policial ou tribunal, na medida do necessário para o estabelecimento, o exercício ou a defesa de direitos legais em conformidade com a lei aplicável. Além disso, também podemos divulgar os seus dados pessoais a qualquer entidade relevante para efeitos de prevenção, investigação, deteção ou acusação de infrações penais ou para a execução de sanções penais, incluindo salvaguarda contra, e prevenção de, ameaças à segurança pública em conformidade com a lei aplicável..

    Os terceiros devem primeiro ser considerados suficientemente fiáveis do ponto de vista da privacidade e da proteção de dados. Apenas contratamos terceiros se tal se adequar à finalidade para a qual tratamos os seus dados pessoais. Além disso, estes terceiros só podem ser envolvidos se celebrarem connosco contratos adequados, tiverem implementado medidas de segurança adequadas e garantirem que os seus dados pessoais permanecerão confidenciais.

    [Se transferirmos os seus dados pessoais para terceiros fora da União Europeia ("Europa"), tomaremos medidas adicionais para protegê-los. Em alguns países fora da União Europeia, as regras de privacidade e de proteção dos seus dados pessoais são diferentes das que se aplicam na Europa. Se transferirmos os seus dados pessoais para terceiros fora da Europa e a Comissão Europeia tiver determinado que o país em que este terceiro se encontra não oferece proteção adequada no domínio do tratamento de dados pessoais, só transferiremos os seus dados pessoais se existirem outras salvaguardas aprovadas, tais como Cláusulas Contratuais-Tipo ("Cláusulas-Tipo da UE") aprovadas pela Comissão Europeia]

    [Se transferirmos os seus dados pessoais para terceiros localizados num país que se considere não fornecer um nível adequado de proteção de dados, tomamos medidas adicionais para proteger os seus dados pessoais]

  • Não armazenamos os seus dados pessoais por mais tempo do que o necessário para os fins para os quais os recolhemos. Implementámos medidas técnicas e organizacionais adequadas para assegurar que apenas as pessoas que têm o direito de aceder às suas informações podem aceder às mesmas. Por exemplo, o nosso pessoal de marketing tem acesso por um período mais curto em comparação com o nosso pessoal que necessita de acesso para fins fiscais.

    Eliminaremos os seus dados pessoais numa data anterior, se nos pedir para os eliminar, a menos que outra lei prevaleça. Em determinados casos, podemos utilizar diferentes períodos de conservação. Por exemplo, se uma autoridade de controlo exigir que armazenemos determinados dados pessoais por mais tempo, se tiver apresentado uma reclamação que torne necessário conservar os dados pessoais subjacentes durante um período mais longo ou em casos específicos, para arquivo, processos legais ou para fins históricos, de investigação científica ou estatísticos.

  • a. Right to access and rectification
    You can ask us to access your personal data processed by us. Should you believe that your personal data is incorrect or incomplete, then you can ask us to rectify or supplement your personal data.

    b. Right to erasure (right to be forgotten)
    You can ask us to erase your personal data as processed by us. If we do not have any legal obligations or legitimate business reasons to retain your personal data, we will execute your request.

    c. Right to restrict personal data
    You can ask us to limit the personal data processed by us. We may refuse a restriction request if we have a lawful reason to continue the processing of the personal data (e.g. the exercise of a contract, a legal archiving duty, or the establishment, exercise or defense of legal claims).

    d. Right to data portability
    You have the right to ask us to receive the personal data that you provided to us in connection with a contract with us or which was provided to us with your consent, in a structured and machine readable format or to transfer your personal data to a third party. Should you ask us to transfer personal data directly to a third party, then this can only be done if it is technically possible.

    e. Right to object
    You have the right to object if we process your personal data, for example if we record telephone conversations. If you object to processing, we will determine whether your personal data can indeed no longer be used for those purposes. We can then decide to cease the processing of your personal data. We will inform you about our decisions and motivations. You have also the right to request that we stop using your personal data for direct marketing purposes. We will then take steps to ensure you are no longer contacted for direct marketing purposes.

    f. Right to withdraw consent
    If you have given your consent to us for specific processing of your personal data, you can at any time withdraw your consent. From that moment, we are no longer allowed to process your personal data.

  • Se pretender exercer os seus direitos tal como descritos na secção 12, ou para questões relacionadas com a presente Declaração de Privacidade, queira contactar o nosso responsável local de privacidade ou o responsável local de conformidade através de  privacyofficeportugal@dllgroup.com.

    Responderemos no prazo de um mês após termos recebido o seu pedido. Em casos específicos, temos permissão para alargar este prazo por mais dois meses. Para processar o seu pedido, pedimos-lhe que nos forneça informações suficientes para o identificar. Podemos também pedir-lhe para especificar o seu pedido.

    Envidaremos os nossos melhores esforços no sentido de processar o seu pedido, dúvida ou reclamação de forma oportuna e apropriada.

    Se considerar que não respondemos ao seu pedido, dúvida ou reclamação atempadamente ou de forma apropriada, pode também contactar o Encarregado da Proteção de Dados do Grupo DLL: privacyoffice@dllgroup.com.

    Se, ainda assim, considerar que não respondemos ao seu pedido, dúvida ou reclamação atempadamente ou de forma apropriada, pode também contactar a sua Autoridade de Proteção de Dados local. Pode encontrar abaixo os dados de contacto da sua Autoridade de Proteção de Dados local:

    Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) Av. D. Carlos I, 134 - 1.º 1200-651 Lisboa 21 392 84 00 | 21 397 68 32 (fax) geral@cnpd.pt

  • A presente Declaração será ocasionalmente atualizada. Por exemplo, no caso de requisitos legais adicionais ou se tratarmos dados pessoais para novas finalidades. Salientamos que a versão atualizada da presente Declaração poderá ser consultada no nosso website, www.dllgroup.com.